Algo está faltando…

Em qualquer área de pesquisa, e particularmente naquela que ostenta séculos de avanços e impressionantes conquistas reivindicadas, novas descobertas e até mudanças significativas de paradigmas (para usar o clichê) normalmente implicam reajustes, novas perspectivas, ou novas peças a um quebra-cabeça cada vez mais coerente. A teoria da gravidade de Newton, o desvelar do espectro eletromagnético […]

Uma ciência, muitas religiões?

Eu adoro saudar novos desafios às minhas convicções mais profundas. Ontem, encontrei um que ficou girando em minha mente como um abutre a noite toda. Quando ele finalmente desceu para atacar, eu estava pronto. Primeiro, o desafio. Uma razão para considerar a religião como produto de fantasia, satisfação de desejos e pensamento frouxo, e a […]

One Science, Many Religions?

I love to greet new challenges to my deepest convictions. I ran across one yesterday which kept circling like a vulture in my mind all night. When it finally swooped down for the kill, I was ready. First, the challenge: One reason to regard religion as a product of fantasy, wish-fulfillment and sloppy thinking, and […]

Bigger and Bigger Emptiness

If 99.9+% of every atom is nothing but ’empty space’, and a similar percentage of the universe is also void, what’s the big deal about cosmic bigness?

Quatro confusões contemporâneas

A vida já é bastante confusa; porém, desde o último século mais ou menos, quatro confusões gratuitas têm sido inoculadas na mente cotidiana, e eu tenho grande prazer em apontar o seu blefe. Alguns podem ficar chocados que eu as chame de ‘confusões’, tal a profundidade com que elas entraram em nossos hábitos intelectuais e […]

Four Contemporary Confusions

Life is confusing enough, but for the past century or so, four gratuitous confusions have been inoculated into our everyday consciousness, and I take great joy in calling their bluff. Some may be taken aback that I call them confusions, so deeply have they entered into our intellectual and imaginative habits. But since they scramble […]

Stupiditas invicta – por que devemos amar a ignorância e detestar a estupidez

Conta-se que Einstein disse que existem apenas duas coisas infinitas: o universo e a estupidez humana; depois, expressou suas dúvidas sobre a primeira. Como professor, sou um grande fã da ignorância, e exijo de mim e dos meus alunos franco reconhecimento da nossa parcela de desconhecimento.  Sem a consciência disso, nada do que se aprenda pode ser […]

Something's Missing

In any area of research, and particularly one which already boasts centuries of advances and impressive claims of conquest, new discoveries and even significant paradigm shifts (to use the catchphrase) normally involve readjustments, novel perspectives, or newly-added pieces to an already increasingly coherent jigsaw puzzle. Newton’s theory of gravitation, Maxwell’s unveiling of the electromagnetic spectrum, and even […]