Tomás, tomismos e tomistas

Foi no ano 1966 que eu, pela primeira vez, segurei em minhas mãos um livro de Tomás de Aquino. Uma escola ursulina perto da minha casa estava vendendo livros antigos do seu acervo e eu – já na adolescência um bibliófilo – fui buscar algumas pechinchas. Após ter selecionado três ou quatro títulos de interesse […]